Now Playing Tracks

  1. The boy who takes your virginity is only going to love you long enough for you to stay in his bed.
  2. Your first job is never the best job. But you’ll meet some of your best friends there.
  3. Sometimes things don’t go the way you expect them to at all.
  4. People are usually never who they say they are.
  5. If you love someone, you need to tell them. Nobody is good at the guessing game.
  6. If your best friends don’t like the boy you’re involving yourself with, chances are he’s bad news.
  7. If a boy starts an invitation with, “Are you home alone”/”I’ll be home alone”, say no. You are a human being, not a toy to be played with.
  8. If some boy invites you to “the backseat of his truck”, he’s a piece of shit. Tell him to fuck himself.
  9. “Sorry” doesn’t always fix what you messed up.
  10. Stop wasting time wishing you could take back what you already did.
  11. You are at fault sometimes.
  12. There’s going to be a boy that you let get away. Yes, you loved him. It’s for the best, though.
  13. Toxic people hardly ever start off toxic.
  14. It’s always nice to make new friends, but never forget who your real friends are.
  15. Never lose the friends that would answer their phone at 3am if you called
  16. Never lose sight of who you are because of a boy.
16 Things I Learned While Being 16 (via dizzyhemmings)
— Meu nome é Hazel. O Augustus Waters foi o grande amor estrela-cruzada da minha vida. Nossa história de amor foi épica, e não serei capaz de falar mais de uma frase sobre isso sem me afogar numa poça de lágrimas. O Gus sabia. O Gus sabe. Não vou falar da nossa história de amor pra vocês porque, como todas as histórias de amor de verdade, ela vai morrer com a gente, como deve ser. Eu tinha a expectativa de que ele é quem estaria fazendo meu elogio fúnebre, porque não há ninguém que eu quisesse tanto que…— Comecei a chorar. — Tá, como não chorar. Como é que eu…Tá.
Respirei fundo algumas vezes e retomei a leitura.
— Não posso falar da nossa história de amor, então vou falar de matemática. Não sou formada em matemática, mas sei de uma coisa: existe uma quantidade infinita de números entre 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente, existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores que outros. Um escritor de quem costumávamos gostar nos ensinou isso. Há dias, muitos deles, em que fico zangada com o tamanho do meu conjunto ilimitado. Queria mais números do que provavelmente vou ter, e, por Deus, queria mais números para o Augustus Waters do que os que ele teve. Mas Gus, meu amor, você não imagina o tamanho da minha gratidão pelo nosso pequeno infinito. Eu não o trocaria por nada nesse mundo. Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados, e sou muito grata por isso.
A Culpa é das Estrelas.  (via inverbos)

(Source: s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

We make Tumblr themes